Skip to content

10/01/2022 Notícia

O que são recursos naturais renováveis e não renováveis?

Para entender o que são recursos naturais renováveis e não renováveis, é preciso dar um passo atrás e, primeiro, falar sobre os recursos naturais. Essa expressão se refere a qualquer elemento da natureza que pode ser consumido ou usado para atividades humanas, como gerar energia ou nos alimentar.

 

A luz do sol, as florestas, os vegetais, o solo, os animais, o vento, o petróleo, o ouro: tudo isso e muito mais são exemplos de recursos naturais. Muitos, se renovam constantemente pela própria natureza e outros têm “estoque limitado” - e é aí que entra a diferença entre os recursos renováveis e não renováveis.

 

Entenda as particularidades dos recursos naturais renováveis 

Eles são aqueles inesgotáveis - como a luz do sol - ou que se recompõem de forma natural ou pela ação do homem. A água, por exemplo, é um recurso que se renova por meio das chuvas, sem que seja necessária nossa atuação. Já os vegetais, são impulsionados pelo cultivo. 

 

Apesar de serem recursos considerados inesgotáveis, é preciso lembrar que para que eles continuem desta forma, o ser humano deve respeitar os ciclos de regeneração naturais ou atuar diretamente contribuindo para sua recomposição. Caso isso não aconteça, a existência deles pode se tornar realmente rara ou até ser extinta. 

 

A água e os animais têm essa particularidade - e o consumo desenfreado e a poluição causados pelo homem são seus principais inimigos.

 

É preciso ter atenção com os recursos naturais não renováveis

As fontes não renováveis são aquelas que possuem uma reserva limitada em nosso planeta e que não se regeneram - ou que levam milhares de anos para isso. O petróleo talvez seja o exemplo mais conhecido, assim como os minérios e o gás natural. 

 

Por isso, neste caso, o consumo precisa ser consciente e apenas o necessário. Até porque, muita das vezes, a extração desses recursos é agressiva ao meio ambiente por emitir carbono em excesso - um dos principais causadores do efeito estufa.

 

O papel da TotalEnergies na transição energética

A população está em constante crescimento - e isso significa uma maior demanda energética. Daí, o desafio é, nesse contexto, conseguir aumentar a produção de forma sustentável, contribuindo para a redução das emissões de CO2 e os impactos ambientais.

 

Mas como isso é possível? A resposta está no uso de energias alternativas.

 

A TotalEnergies tem um papel importante nessa transição - não à toa, uma de suas maiores ambições é estar entre as principais empresas de energia responsável, garantindo um fornecimento mais confiável, acessível e limpo para o maior número de pessoas.
 

Por isso, ao longo dos anos, a TotalEnergies vem trabalhando com diversos parceiros pelo mundo para o avanço da eficiência energética com alternativas ao petróleo, como o gás natural, a energia eólica e solar e os biocombustíveis.

 

Isso está intimamente ligado ao esforço mundial de neutralizar as emissões de CO2 - um objetivo reforçado pela Conferência das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima (COP26) em 2021.

Como personagem importante no segmento, a TotalEnergies também firmou sua ambição de chegar a esse objetivo até 2050 em conjunto com a sociedade. Saiba mais sobre isso aqui.