Skip to content

04/02/2022 Notícia

O que é um carro híbrido?

 

Quando o assunto é sustentabilidade, os carros híbridos são aliados importantes para a redução das emissões de CO2 no meio ambiente. Isso porque, esses modelos possuem dois motores: um motor de combustão interna a base de combustível comum e um motor elétrico  

 

A união destas duas formas de energia é positiva, pois implica na redução do consumo de combustíveis fósseis, como a gasolina e o diesel, responsáveis pela emissão de gases poluentes na atmosfera.

 

Além disso, enquanto os carros totalmente  elétricos ainda são inacessíveis para a grande parte das pessoas, devido ao alto custo, os híbridos se apresentam como uma solução  viável para quem procura uma maior autonomia para rodar e redução do consumo de combustíveis.  

 

 

Conheça a diferença entre os tipos de carros híbridos

Existem três tipos principais: híbridos em série, híbridos com sistema paralelo e híbrido misto. No primeiro, o motor de combustão - aquele que usa combustíveis comuns - serve apenas para fornecer energia  para um gerador, o qual fornece energia para o motor elétrico assim como carrega a bateria dele, sem qualquer tipo de ação sobre as rodas.  Quando é requerido uma potência adicional, o motor elétrico puxa energia tanto do gerador como da bateria. Este tipo é o que mais se aproxima ao funcionamento de um carro elétrico.

 

Já no carro híbrido com sistema paralelo, os dois motores estão ligados a transmissão e ambos trabalham em conjunto para fazer as rodas girar. Normalmente usam baterias menores e dependem da regeneração da energia assimilada durante frenagens para carregar a mesma. Quando a demanda de potência é baixa, o motor elétrico funciona como gerador para ajudar na recarga, bem parecido al alternador em carros convencionais.  Como ambos motores estão operando juntos, a eficiência é maior porque não existe perdas de converter potência mecânica em elétrica e vice-versa, aumentando sua autonomia na rodovia.

 

Por último, o carro híbrido misto. Como diz o nome, é uma mistura dos dois sistemas anteriores. Nele, os dois motores podem funcionar sozinhos ou ao mesmo tempo - o que vai definir isso é o próprio sistema de controle do veículo. Em baixas velocidades e trânsito urbano, ele opera como um hibrido em série (usando só a potência do motor elétrico), enquanto que ao atingir velocidades mais altas e a eficiência do sistema em série diminui, o motor a combustão passa a atuar em conjunto ou sozinho. É o sistema mais caro e complicado de implementar, porém como cada motor pode operar sozinho, eles operam numa eficiência quase ideal mais frequentemente, reduzindo ainda mais o consumo de combustível toal.

 

Saiba escolher carros híbridos convencionais ou plug-in

Essa diferença se restringe a forma de carregamento: nos convencionais, o motor elétrico consegue energia por meio do motor a combustão - que são os tipos apresentados acima. Já nos carros plug-in, é possível carregar por meio de uma tomada; assim como nos totalmente elétricos.

 

Depois de carregado, o carro híbrido plug-in consegue percorrer em torno de 50km somente no modo elétrico, algo que não é possível nos modelos convencionais.

 

A importância de cuidar do seu veículo

Se você está pensando em adquirir um carro híbrido ou até já tem o seu, é essencial  que a manutenção seja feita com produtos específicos para esse modelo. Um exemplo, é o óleo Quartz 9000 Xtra Future FGC 0W-20 da TotalEnergies, um óleo sintético dotado com a mais avançada tecnologia para a máxima proteção contra o desgaste e depósitos, assim como colaborar  para melhorar a economia de combustível graças a sua baixa viscosidade e aditivos.

 

Particularmente bem adaptado para uso com os mais recentes motores "Downsized" equipados com tecnologias Stop & Start e motores híbridos, que exigem os novos lubrificantes de tecnologia sintética.
 

Leonardo Urdaneta

  • Técnico Automotivo e Engenheiro Mecânico
  • 15 anos de experiência na indústria automobilística
  • Apaixonado pelo mundo dos motores desde criança e gearhead convicto